domingo, agosto 30, 2009

Paciência

A falta de paciência é uma das razões que faz com que me sinta a pior mãe do mundo.

Passar 2 semanas inteirinhas, 24 horas por dia com ela consegue com que os meus nervos sejam mais fortes que eu, não que esteja farta dela, nada disso, mas chega a uma determinada altura que nem tempo para respirar eu tenho e só quem passa por isto sabe o quanto é desgastante não fisicamente até porque as férias são para não se fazer nada, mas psicologicamente já é outra história. Eu não me estou a queixar dela, nada disso, porque ela é aminha vida, tudo o que eu faço ou penso é tudo em funçao dela, mas eu também sou humana, tenho vida própria, coisa que muita gente não entende, também ainda não entendi essas mentaliddes, mas enfim... Ela é uma querida, poucas birras faz, mas tem muta energia e por vezes eu não a consigo acompanhar, devo estar a ficar cota :), quer fazer tudo agora e não daqui a pouco e lá tenho eu que me arrastar para brincar com ela ou seja lá o que for.

Ao longo destes meses nota-se muitas diferenças nela, acho que entrar no infantário só lhe fez bem, ela sempre foi uma menina muito extrovertida, mas com o mimo nunca teve muitas regras é o que dá ser a o tesourinho dos avós e dos pais também, mas desde que foi para lá já tem noção de certas coisas, do que pode ou não fazer, enfim está a crescer e rápido demais para o meu gosto.

Amanhã infelizmente já começa o inferno, só de pensar que já vou trabalhar só me apetece desaparecer, aquilo está com uma ambiente que não se recomenda a ninguém que queira conservar a pouca sanidade mental que tem, por vezes acho que estou a um passo de ir para ao manicómio, espero que isto passe, senão não sei......

2 comentários:

Mim disse...

Os nossos filhos são a melhor coisa que temos, mas nós também.
Precisamos de espaço, tal como eles, precisamos de silêncio, tal como eles, precisamos de abrandar, tal como eles.

Precisamos de estar a 200% para eles, e isso implica que tenhamos o nosso tempo.

Eu entendo-te, de vez em quando oiço "eu tive que criar os meus filhos sozinha", ou então "a minha mãe nunca ficou com os meus filhos para eu me ir divertir à noite, era o que mais faltava".

Há quem pense que depois dos filhos nós acabámos...

;)

Vera disse...

:) oi nininha..compreendo tao bem o que dizes... todos precisamos do nosso tempo, e um filho ser parte da nossa vida, nao é simbolo que tenha de a consumir... eu desde que me separei tornou.se um suplicio, porque nao tenho mesmo ninguem para ajudar em 5 minutos...

enfim....
ha.de passar...
beijinhos mil